Filmes que destroem Chicago

Hollywood tem a estranha obsessão por destruir cidades. E pra causar impacto, é claro que teriam de ser produzidos filmes que destroem Chicago.

Tudo começou em 1937, com “In Old Chicago”, filme baseado no real incêndio que destruiu a cidade em 1871.

A história é centrada na família O’Leary, cujos filhos adquirem notoriedade e poder em Chicago. Um deles se torna prefeito com o apoio do outro, mas ocorrem posteriores disputas políticas entre eles. O ápice do filme é o incêndio que destruiria boa parte da cidade.

Em 1957 a coisa foi oooutro lado: uma invasão de gafanhotos gigantes que comeram legumes radioativos e resolvem aterrorizar a cidade em “Beginning of the End” 😮

Uma daquelas produções de baixo orçamento com efeitos especiais ridículos que a tornam mais engraçada do que apavorante.

Mas deixando filmes antigos como mera menção, partimos para produções do “nosso tempo”:

 

The Dark Knight (Batman: Cavaleiro das Trevas), de 2008.

Sabe Gotham City? É uma cidade fictícia, sim, mas inspirada em duas cidades reais: Chicago e Nova York.

A Wayne Enterprises, empresa do magnata Bruce Wayne, o homem por trás da máscara do Batman, tem sede no edifício Chicago Board Of Trade. Nas cenas a seguir, o prédio aparece ao fundo do medonho coringa (Heath Ledger) e do Homem Morcego (Christian Bale).

O design da sua fachada alterado digitalmente

Heath Ledger

faleceu em 2008, antes do lançamento do filme 🙁 Ele recebeu, como prêmio póstumo, o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante

Outros filmes do Universo Cinematográfico DC Comics tiveram Chicago como uma das principais locações, como:

Batman Begins, de 2005;
Man Of Steel (Homem de Aço), de 2013, o primeiro da nova fase de filmes do Superman;
Batman vs. Superman: Dawn Of Justice (A Origem da Justiça), de 2013;
e Suicide Squad (Esquadrão Suicida), de 2016.

 

Tenebrosa Chicago

Quando você assistir uma tomada aérea de Gotham, dê um pause e reconheça alguns dos arranha-céus do Loop de Chicago.

A temerosa Gotham City

 

O site Chicago Mag escreveu a interessante matéria “Chicago´s Superhero Boom” em 2016. Clique aqui para ler.

The Dark Knight nem destruiu tanto Chicago… ao menos não em comparação aos próximos filmes desta lista.

 

Transformers: Dark Of The Moon, de 2011

Antes de começar a destruir Chicago, a super produção do Diretor Michael Bay discorre por um enredo interessante:

Fazendo paralelo com a história da corrida espacial entre USA e USSR, que culminaria com a chegada do primeiro homem na lua em 1969, supostamente seriam investigados segredos alienígenas escondidos no “lado oculto da lua”. E ainda que a maior ficção do filme seja veículos se transformando em robôs que falam o idioma terrestre e tudo mais, são sugeridas até teorias alternativas sobre Chernobyl.

Mas voltamos à parte da trama que envolve Chicago… até porque o enredo começa a complicar… então assista o filme 😉

Mesmo antes de vermos o Loop como cenário principal do filme, algumas cenas mostram arranha-céus de Chicago e a vibe nas cenas externas já lembra as ruas de Chicago. Quando o enredo do filme passa em definitivo pra Chicago, a nossa Windy City começa a aparecer destruída e os principais edifícios são escalados e destruídos por robôs alienígenas.

A batalha se espalha pela cidade, mas boa parte acontece próximo da Willis Tower. As torres gêmeas do Marina City também aparecem com alguma frequência.

Mas o destaque fica com a Trump Tower. Mencionada algumas vezes no filme como um dos pontos estratégicos dos inimigos e sendo atacada diretamente por robôs vilões, provocando as famosas escapadas hollywoodianas em que mocinhos pulam do prédio para um avião.

Quem viu o filme pode se perguntar: e o prédio de vidro que é cortado ao meio e cai sobre outro prédio?

Pois é… não é um prédio de Chicago. Foi inserido digitalmente em cima de um prédio de estacionamento. Fica ao norte do Chicago River.

 

A missão da produção das ruas de Chicago

A presença de Chicago é marcante no filme e, mesmo que algumas cenas tenham sido gravadas em estúdios e prédios tenham sido inseridos com computação gráfica, a cidade realmente esteve entre as locações de filmagens da produção.

O vídeo a seguir é real e demonstra os bastidores da produção, com explosões em plena Wacker Drive.

Muitas informações interessantes sobre as locações de Chicago para o filme foram extraídas deste link 😉

 

Rampage, de 2018

Para português o filme foi traduzido para “Rampage, Destruição Total”. E o nome faz jus!

Na Michigan Ave, mesmo lugar do vídeo anterior, que mostra a produção real de Transformers

 

Se você não suporta ver a nossa bela Windy City sendo destruída, fuja desses filmes. Mas se você separa muito bem a ficção da vida real, vai curtir ver lugares que passou (ou passará) ao visitar Chicago 😉

Bom, não somos críticos de cinema, mas o enredo do filme (apesar de ser ficção) é um tanto enfadonho.

Basta dizer que o ápice é o encontro de um mega gorila albino inteligente com um lobo gigante (que até voa) e um crocodilo monstro no coração de Chicago (o Loop) :/

Eles foram resultado de uma experiência genética mal sucedida. A experiência foi realizada no espaço, mas os detritos caíram na terra exatamente em cima dos três bichos. Quando os autores da experiência descobrem, colocam um sinal na antena da Willis Tower para chamá-los e recuperar o projeto.

Incrível hein! Mas ok… é filme, e tem o Dwayne Johnson (The Rock) como ator principal (não que isso fosse salvar o filme também).

Boa parte das cenas são próximas do Chicago River. É por ele que surge o imenso crocodilo. Entre os arranha-céus, o destaque é para a Willis Tower, e não só por emitir o sinal que chama os bichos.

 

 

Mas se prepara que lá vem um…

 A Willis Tower, o maior arranha-céu de Chicago, desaba 😮

Sim 🙁 É quase como brincar de 11 de setembro com a nossa cidade.


A sensação de ver Chicago sendo destruída é interessante, e por vezes até apavorante, já que os efeitos especiais dão uma ideia de realidade incrível.

Se você prefere ver Chicago em filmes, mas sem ser destruída, se liga neste outro post do nosso Blog:

Os melhores filmes gravados em Chicago

 

Nós curtimos ver os lugares que conhecemos e, claro, para a visibilidade de Chicago como uma das maiores metrópoles do mundo, esses filmes são importantíssimos.

Sobre o site

Vou pra Chicago

Políticas Editoriais

Editoriais

Publicidade

Anuncie aqui

Vou pra Chicago

voupra@chicago.com.br

© Vou pra Chicago 2016. Todos os direitos reservados.